O governador Ronaldo Caiado, em conversa com o primeiro escalão do Governo de Goiás, semana passada, deu o tom do comportamento que espera dos auxiliares nesta reta final da administração. No encontro, o chefe do Executivo estadual destacou a elevada aprovação alcançada e compartilhou a conquista com toda a equipe. Ao comemorar a avaliação positiva, Caiado anunciou diretrizes a serem seguidas e pediu empenho dos auxiliares para manter o patamar dos serviços prestados pela atual gestão até o último dia do mandato.

De acordo com o levantamento produzido pela Genial/Quaest neste mês de abril, 86% da população goiana aprova o desempenho do governador de Goiás, a melhor avaliação entre todos os chefes de executivo. “Temos de levantar todos os dias cedo com a mesma disposição e o mesmo brilho nos olhos do primeiro dia de governo”, disse Caiado. O governador ressaltou que a população de Goiás ainda espera muito do governo e que é necessário estar à altura dessa expectativa. “Não vou tirar o pé do acelerador”, frisou.

Conclusão de obras - O governador Ronaldo Caiado destacou a necessidade de concluir as obras e projetos em andamento, cumprir o plano de governo apresentado à população em 2022 e não deixar ações inacabadas. O anúncio de ações com recursos já empenhados, e a entrega de obras totalmente finalizadas e em condições de uso, é uma marca da atual gestão, que Caiado não abre mão de manter.

O desempenho de Goiás em áreas como segurança pública, educação, saúde, economia e a política social, entre outros, referendados por pesquisas e indicadores nacionais, também foi mencionado pelo governador durante a reunião com o secretariado. “Não podemos baixar a guarda em nenhuma área”, cobrou Caiado.

De acordo com a Genial/Quaest, Goiás tem a segurança pública (69% de aprovação) e a educação (67%) mais bem avaliadas entre quatro estados pesquisados – incluindo São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Nos últimos cinco anos, o Estado apresentou uma redução histórica dos principais indicadores criminais. No mesmo período, a gestão estadual investiu quase R$ 6,5 bilhões na rede estadual de educação.

O governador Ronaldo Caiado lembrou os auxiliares que o respeito ao dinheiro público é a principal marca de seu governo, da qual não abre mão em nenhuma hipótese. “Nunca admiti e não vou admitir desvio de comportamento de quem quer que seja. Para desvio de comportamento, não existe segunda chance”, ressaltou.

Em seguida, o vice-governador Daniel Vilela reforçou as principais recomendações anunciadas pelo governador.

Segurança - O último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado no ano passado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, um estudo que reúne informações de todos os estados brasileiros e monitora a evolução dos índices de segurança pública no País, mostrou que não há nenhuma cidade goiana entre as 50 mais violentas do país, condição medida pela taxa de mortes violentas intencionais. Em 2016, o mesmo estudo colocava três municípios goianos entre os 50 mais violentos: Luziânia ocupava a 14ª posição, Senador Canedo a 37ª e Formosa a 43ª.

Em 2015, Goiás foi considerado o 5º estado mais violento do país, com taxa de 40,1 assassinatos por cada grupo de 100 mil habitantes. Essa posição se inverteu com os números de 2023, e o Estado passou a ocupar a 5ª posição no ranking dos mais seguros do Brasil, com uma taxa de 14,17 homicídios por cada grupo de 100 mil moradores, atrás apenas de São Paulo, Santa Catarina, Distrito Federal e Minas Gerais. Com esse índice, Goiás volta a sustentar estatística de criminalidade de 25 anos atrás. 

Deixe seu Comentário